Qual a perspectiva do curso de Medicina para os próximos anos?

Todos já ouvimos falar no nome Medicina, seja porque já precisamos dela um dia, ou por curiosidade ou até mesmo por que procuramos alguma coisa no Google para fazer algum trabalho de escola. O que eu vou falar aqui no blog hoje é sobre o curso de Medicina. Por quê? Muitas pessoas vieram me perguntar nas férias de dezembro a seguinte pergunta: Ainda vale a pena fazer Medicina? E é sobre isso que quero falar a respeito.

simbolo_medicina_original_

Muitas pessoas estão “desacreditadas” com o curso e preocupados com o futuro profissional. Isso acontece, principalmente, por causa de uma nova veiculação de informações no nosso país desmerecendo os médicos e os estudantes de medicina. Eu não sei qual a finalidade disso, mas é notável a tentativa de transferência de culpa pelo caos na saúde que o nosso país vive.

Sem hipocrisia, por favor. Todos sabemos da péssima qualidade dos serviços de saúde no Brasil, sabemos também que existe a falta SIM de profissionais em áreas mais afastadas, nos interiores. Mas existem fatores que contribuíram ao longo dos anos para que a maioria dos médicos deixasse de ir para os interiores do Brasil. Um fator é o salário, que muitas vezes é bem oferecido (em valores altos), mas que infelizmente deixa de ser cumprido quando o médico chega na cidade. É o famoso e antigo “calote”, também acontece de o profissional depender dos arranjos políticos (completamente condenável) que acontecem de 4 em 4 anos, quando existe rivalidade entre o antigo prefeito e o novo, podem acontecer trocas de médicos baseadas apenas em afinidades sendo que os médicos são cortados sem justificativas plausíveis. É claro que a maioria dos médicos tem a vontade suprema de ir ajudar todas as pessoas mais necessitadas e oferecer auxílio aos locais mais afastados, mas como fazer isso sem pensar em si mesmo? Viver de caridade? Algumas pessoas até fazem isso e que isso seja mérito delas e não algo a ser julgado para todos. Não é assim que o nosso mundo funciona. Se não, não existira falta de professores/advogados/dentistas e outros nesses lugares.

Scan

Sendo assim, o programa Mais Médicos veio como uma ideia boa para somar com as ações já existentes. O problema foi a sua aplicação. Os médicos que vieram de Cuba representam a escravidão camuflada dos dias de hoje. Não recebem diretamente do governo brasileiro, seus salários vão, em sua maioria para o país de origem, Cuba. Além disso, os profissionais foram isentos de fazer uma prova que revalida seus conhecimentos das suas faculdades para o nosso país. Até hoje não consigo engolir isso. Essa prova existe em todos os países do mundo, é uma questão apenas de organização. No nosso caso então seria a falta dela?

Então, depois de ter explicado isso quero dizer que nenhum motivo impede a pessoa de escolher Medicina como curso. A vontade de fazer Medicina deve estar acima desses pequenos “problemas”. Mas, não devemos deixar de lado os interesses de aspiração profissional e pessoal. Tendo isso em vista, afirmo que o curso de Medicina ainda é um bom curso e o futuro a curto e médio prazo tende a favorecer o curso, porque existe muita demanda por profissionais médicos em nosso país. É claro que partir do momento em que o indivíduo decide cursar Medicina, inúmeros obstáculos aparecem em sua vida e devem ser transpostos e superados! Seja o cursinho, vestibular e as próprias matérias da med! O que eu quero dizer é que o curso independentemente das mudanças que ele possa receber, vai ser sempre uma boa opção pelo o que ele representa e pelo o que nós poderemos fazer com ele, é sim algo muito especial – e eu não estou elevando o curso como o melhor, apenas sei que o que eu faço traz muita gratidão e vontade de estar sempre correndo atrás dos estudos e que isso vai valer para quando estiver exercendo, de fato, a minha profissão!

Agora aquele antigo “glamour” que as pessoas depositavam no profissional tem diminuído bastante e a perspectiva é que ele acabe. Notem que isso é apenas o modo de ver a profissão e não a importância dela. Isso é o que eu acho que vai mudar – com certeza – de forma gradativa.

10708009_783375335037173_1912502814_n

Espero que a sua cabeça, leitor, esteja mais aberta para esse assunto e mais esclarecida também!

Um beijo e até a próxima ;*

NÃO DEIXE DE SEGUIR A FÃ PAGE DO BLOG, CLIQUE AQUI. ♥

NÃO DEIXE DE SEGUIR O INSTA, CLIQUE AQUI. ♥

9 comentários em “Qual a perspectiva do curso de Medicina para os próximos anos?

  1. Achei muito bom o post e ponto de vista. Sucesso na carreira!
    Conhece a ALLANI ? ta rolando competição de looks lá! Os blogs que criam look na ferramenta tem como ganhar e serem expostos para milhares de visitantes !! Da para usar para criar looks para post também!
    link para criar looks na ferramenta – > http://allani.com.br/looks/create

    Rede social de moda – > http://www.allani.com.br
    meu blog – > http://www.popday.com.br
    insta @thaisrr

    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  2. Estou no ultimo ano de Biomedicina, e nossa muitas vezes fiquei com vontade de começar o cursinho e tentar medicina, mas tenho medo de me decepcionar depois, pois são muitos anos de estudos e será que vou amar mesmo com todas as palhaçadas que o governo nos proporciona???

    Amei conhecer seu blog! Te desejo muito sucesso!
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá Barbara, voce acha que vale a pena começar faculdade de medicina com 27 anos? Irei me formar só com 32, ter que fazer uma residencia, e só depois começar minha carreira. O que voce acha? E outra, existem muitos estudantes entrando nessa faixa de idade? Abraços

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Joaao!! Desculpa a demora para responder :/ Então, tem pessoas na minha turma que são ótimos alunos e que entraram para a Medicina com a sua idade, vão formar mais velhos que eu mas vão ter muito tempo para poder aproveitar dessa profissão que é tão bela! E aposto que em outras turmas e em outras faculdades também existam casos como o seu 🙂 Antes de pensar na residência, pense no quanto você quer fazer Medicina e os seus motivos para a escolha do curso agora! Com certeza isso te ajudará a tomar a decisão mais correta 😉 Não tenha medo de ir a fundo ou de recuar: escolha aquilo que irá te fazer bem!!
      Espero ter ajudado! Abraços ;*

      Curtir

      1. Eu tenho 39 anos e tinha a mesma dúvida q o João….
        Mais depois de vê um amigo q começou a fazer Medicina com 50 anos… me deu um UP…
        Se ele pode eu tbm posso…
        Fiz vestibular pra odontologia e passei, agora 2016 vou fazer pra Medicina…
        Estou esgotando todas minhas possibilidades…
        Pois quero fazer oq quero e Amo…
        Já faço parte da saúde, pois trabalho com diagnóstico há 10 anos
        . Comecei fazer biomedicina.. mais parei no 4 período…
        Pois não é oq q verdadeiramente quero..
        Por isso acho q como vai se dedicar estudando, faça oq ame e queria de verdade…
        Boa sorte à todos…
        Cleide Reis

        Curtido por 1 pessoa

Oi, deixe seu comentário aqui! ;*

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s